quinta-feira, 19 de março de 2009

Resumos da obra: Senhora, de José de Alencar

  • Primeiro resumo retirado da internet;

    Senhora é uma das obras mais famosas de José de Alencar, e um admirável romance onde o autor retrata a história de Aurélia Camargo, moça pobre, torna-se rica graças à herança do avô, recebida aos 18 anos, quando é apresentada a sociedade fluminense. Encanta a todos com sua esplendorosa beleza. Sua beleza desperta o interesse de muitos rapazes e sabendo, sagazmente, os riscos que corria, ela vive intensamente. Revolta-se, muitas vezes contra a sua riqueza por conhecer nela um dos motivos para os admiradores. O Sr. Lemos, tio materno e tutor de Aurélia, era convocado de vez em quando para resolver problemas de pequena importância. Certo dia, a jovem convoca seu tutor para apresentar-lhe um certo assunto, seu casamento. Cita o casamento de Adelaide, filha de Manuel Tavares do Amaral que a ofertou a um recém chegado ao Rio de Janeiro, sendo este, o seu escolhido. O escolhido é Fernando Rodrigues de Seixas, moço de vida média rico, mas em casa leva vida simples. Aurélia pede ao Sr. Lemos que a auxilie no desmanche deste compromisso de Adelaide, pois além do interesse em Seixas, ela pretende fazer com que Adelaide se case com seu verdadeiro amor, o Dr. Torquato Ribeiro, que também era seu amigo desde a convivência com sua mãe. Aurélia pede ao tutor que dê 50 contos de rés retirados de sua herança como dote a Ribeiro. Ela pede também que procure seu pretendente escolhido e lhe ofereça 100 contos de rés de dote, o casamento com separação de bens e que de forma nenhuma quebre o segredo de seu nome. Inicialmente, Fernando Seixas não aceita a proposta, mas muda de idéia, pois precisa do dinheiro para dar um dote a uma de suas irmãs. Desde que recebe o adiantamento, Seixas é apresentado a sua futura noiva. Surpreende-se em ver que sua noiva é sua ex-namorada na época de adolescência e sente-se humilhado, mas o Sr Lemos diz que Aurélia não sabe do acordo. Depois do acontecido, oficializa-se o pedido de casamento. Toda a sociedade fica atônita ao saber que Aurélia iria se casar com um marido sem fortuna. Acontece uma cerimônia modesta com poucos convidados e com os noivos demonstrando toda a sua felicidade. Mas, quando ficam a sós, Aurélia mostra toda a sua crueldade demonstrando todo o desprezo que tinha e chegando a mencionar o acordo de 100 contos de rés. O autor tem uma perplexidade de no meio da história, retroceder ao passado de Aurélia, como num flashback ou até mesmo como histórias sobrepostas. Aurélia tinha uma infância modesta em companhia de sua mãe que era sobrecarregada de tarefas e viúva. O irmão de Aurélia morre, e com isso sua mãe começa a se preocupar com seu futuro. O tio Lemos, mostra-se galanteador durante a infância de Aurélia. Mas a menina não aceita. Quem realmente ganha o coração da menina é Fernando Seixas. Seixas se constrangeu por namorar moça tão pobre. Aurélia chega a renegar outros pretendentes de posição melhor do que Seixas devido ao amor que sentia por ele, mas o rapaz prefere deixar Aurélia para o outro pretendente, o qual demonstra muito carinho pela moça. Mas sabendo da recusa dela, Seixas volta e a pede em casamento. Lemos interferi nos acontecimentos falando com o pai de Adelaide sobre as vantagens de prometer sua filha a um outro homem que não o seu amado Dr. Torquato. Adelaide acaba gostando de Seixas e por isso o apresenta em casa, fazendo o rapaz calcular todas as vantagens que teria com este casamento, e não com Aurélia, uma moça pobre e sem berço. Aurélia sabe que foi trocada por Adelaide através de uma carta anônima. Diante de tanta infelicidade, Aurélia só conseguiu mudar sua vida quando reencontra o avô e a partir do reconhecimento dele para com a nora e neta. O avô de Aurélia morre infelizmente, deixando toda a sua fortuna para ela. Seu tio Lemos fica como tutor, e nomeia D. Firmina como acompanhante para a menina. Na noite de núpcias, Aurélia confessa a Fernando toda mágoa e rancor guardado durante algum tempo. Passam a viver sobre aparências na sociedade, e o verdadeiro inferno sob quatro paredes. Seixas se sente humilhado pelas atitudes de Aurélia, mas por orgulho e amor permanece ao seu lado, submetendo-se aos seus caprichos. Depois de algum tempo Fernando descobre um valor que tem a receber, que juntando com algum que já possuía conseguiria devolver o dote a Aurélia e viver livre de tamanhas ofensas. Aproveitando a devolução do dinheiro Seixa conta à esposa o porque de ter aceitado a separação no passado. Aurélia extremamente transtornada declara seu amor e mostra que no mesmo dia que o humilhou na noite de núpcias, escreveu seu testamento onde deixava tudo o que tinha para seu tão amado marido. Naquele momento ela demonstra que abdicava de toda a fortuna para ficar ao lado de seu amado. Acontece um doce beijo e tudo que tinha sido um enorme engano, toma ares reais de grande amor.

    Fonte:
    http://resumos.netsaber.com.br/ver_resumo_c_3146.html

  • Segundo resumo retirado da internet;

    Aurélia Camargo era uma moça pobre, já tinha perdido o irmão e o pai, sua mãe temendo morrer e abandonar a filha desamparada insistia para que ela fosse ficar na janela pra ver se arrumava um casamento. Realizando tal desejo, conseguiu muitos admiradores e um grande e único amor, Fernando Rodrigues Seixas. Este tinha apenas a mãe e duas irmãs e levavam uma vida pobre, viviam do aluguel de dois escravos, da costura e da pequena ajuda que Fernando dava com seu emprego público. Frente ao amor de Aurélia lhe pediu a mão em casamento, mas logo desanimara do feito, pois sabia que casando com ela teria uma vida pobre e perderia sua liberdade deixando assim de frequentar a sociedade. Assim o romance esfriou até que o noivado foi rompido. Fernando aceitou casar-se com Adelaide, pelo menos receberia um dote de trinta mil contos de réis. Nesses tempos o avô paterno de Aurélia lhe apareceu, mas rapidamente veio a falecer quase ao mesmo tempo em que sua mãe, no entanto seu avô lhe havia deixando sua rica herança, agora ela era uma moça rica. Sua tutela foi entregue a seu tio Lemos, que há muito havia cortado as relações com a mãe de Aurélia. Mas ela preferiu viver em uma casa com D. Firmina uma amiga viúva que a tinha amparado quando ficara sozinha no mundo. Fernando viajou para Recife na esperança de escapar do casamento. Com sua ausência Adelaide e Dr. Torquato Ribeiro se reaproximaram. Aurélia lhe havia devolvido cinquenta mil contos de réis que a muito lhe devia e assim o pai de Adelaide lhe consentiu a mão da filha. Quando Fernando voltou já estava livre do casamento, foi então que Lemos lhe propôs casar-se com uma moça em troca de um dote de cem mil contos de réis, ele acabou por aceitar e recebeu um adiantamento de vinte mil contos de réis, depois veio conhecer que a moça era Aurélia. Alegrou-se pois sempre a amara. Casaram. No quarto de núpcias quando Fernando se declarava Aurélia friamente entregou-lhe o resto do dote e declarou que ele a pertencia, afinal acabara de comprá-lo. Nessas condições passaram a viver um falso casamento, dormiam em quartos separados e sempre se tratavam intimamente com sarcasmo e ironia. Com o decorrer do tempo Fernando se dedicava ao trabalho de servidor público e Aurélia passou por um longo tempo se isolando de todos. Depois de tal isolamento dedicou-se a festas, visitas e pequenas reuniões contínuas. Ao voltarem de um baile quase houve uma reconciliação, no entanto essa não se fez. Então durante uma valsa em um baile próprio, Aurélia desmaiou e acabaram ambos sozinhos no quarto dela. Nesse momento quase houve novamente uma reconciliação, mas Fernando sem querer disse palavras que ofenderam a sua esposa. Voltaram para o baile, ainda vivendo em farsas. Quando o baile acabou cada um foi para seu quarto, Aurélia baseando-se nos recentes acontecimentos concluiu que Fernando realmente a amava, quase foi ao encontro dele, mas precisava ter certeza e abandonou assim a idéia. Nos dias seguidos Fernando recebeu o dinheiro que havia ganhado através de um investimento, pediu para conversar com Aurélia. Após o jantar foram para o quarto dela, ele entregou a ela um cheque com o valor que ela havia pagado pelo dote e mais os outros vinte mil contos de réis, conquistados no trabalho na repartição e pelo lucro do investimento. Declarou-se livre, pois havia lhe devolvido o dinheiro com o qual ela o havia comprado. Considerando-se dois estranhos despediram-se. Nesse momento Aurélia confessou todo o amor que tinha por Fernando, afirmou que sendo eles agora estranhos o passado havia sido esquecido e assim podiam viver o amor que sentiam. Fernando ao ouvir tal confissão beijou sua esposa e assim reconciliaram-se. Ele de repente hesitou o dinheiro de Aurélia lhes impedia de amarem-se, ela então pegou em uma gaveta um documento, era seu testamento onde deixava tudo para Fernando, nessas circunstâncias uniram-se no “amor conjugal”.

    Fonte: http://www.vestibular.brasilescola.com/resumos-de-livros/senhora.htm

  • Resumo retirado do livro didático;

    Este romance retrata bem as contradições da sociedade urbana brasileira da segunda metade do século XIX. O conflito principal da trama gera em torno de amor e dinheiro. Aurélia Camargo e Fernando Seixas estão apaixonados e decidem casar-se, mas ele desiste do compromisso, pois encontra outra noiva, com um bom dote. Após esta desilusão, Aurélia recebe inesperadamente uma herança e enriquece. Traça então um plano para se vingar do ex-namorado; manda uma pessoa propor a ele o casamento com uma jovem rica (ela mesma), que lhe dará um bom dote, mas ele não pode saber quem é esta moça antes de concordar com o trato. Fernando, cheio de duvidas, aceita a proposta e casa-se com Aurélia. Na noite de núpcias, ela o repele. Durante 11 meses, vivem como marido e mulher apenas em público, mas, quando estão sós ela o humilha. Ele começa a juntar dinheiro para resgatar sua divida e recuperar a própria dignidade aos olhos da esposa. Quando consegue a quantia, ela se declara, e passar a viver como marido e mulher.
    Alencar pôs em evidência, neste romance, a importância do dinheiro como valor, fundamental para a sociedade burguesa que se consolidava no século XIX, como comprova a própria divisão do livro em quatro partes: “O Preço”, “Quitação”, “Posse” e “Resgate”.

    Fonte: Pereira, Helena Bonito. Literatura, volume único, São Pulo: FTD, 2000.


  • Resumo de nossa autoria.

    Senhora é uma das obras mais importante de José de Alencar, nela é retratado as contradições da sociedade urbana brasileira na 2 ª metade do século XIX e também retrata a história de Aurélia Camargo e Fernando Seixas. Aurélia era uma moça pobre, que se tornou rica aos 18 anos depois de receber uma herança de seu avô, Fernando era um rapaz de vida média rica, de bom caráter e boa índole, mas também possuía seu lado ganancioso e ambicioso.
    Ao decorrer da história Aurélia escolhe Seixas para ser seu marido, ela pede para o Sr. Lemos, que era seu tutor, ir oferecer a ele 100 contos de réis de dote para se casar com ela. Fernando de imediato não aceita a proposta, mas depois muda de idéia e resolve se casar com Aurélia, mas só pelo dinheiro, pois ele estava precisando para dar a uma de suas irmãs.
    Fernando foi finalmente apresentado a sua futura noiva, mas acaba surpreendendo- se em ver que sua noiva era uma ex- namorada da adolescência, que ele tinha largado para se casar com uma moça mais rica que Aurélia, naquele momento Fernando se sente meio humilhado, mas mesmo assim o casamento foi oficializado. A cerimônia foi simples e com poucos convidados, na noite de núpcias Aurélia esnoba Fernando, e o trata com crueldade e desprezo, pondo em pratica seu plano de vingança contra ele, por ter a deixado, e ir se casar com outra moça. Durante algum tempo eles vivem como marido e mulher só diante da sociedade, mas quando estão a sós Aurélia humilha Fernando.
    Com o passar do tempo Fernando começa a juntar dinheiro para pagar Aurélia, e recuperar sua dignidade. Quando ele consegue o valor necessário devolve a Aurélia, e a partir disso Aurélia declara a Fernando seu grande amor que sentia por ele e então passam a viver realmente como marido e mulher, um amando o outro.
    Nessa obra romântica José De Alencar retrata bem a importância do dinheiro para a sociedade burguesa daquela época, onde o dinheiro era sempre posto em evidência, vinha em primeiro lugar, antes do amor próprio e da dignidade, isso é retratado na própria divisão do livro, onde são quatro partes: “O Preço”, “A Quitação”, “Posse” e “Resgate”.

36 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. 1 - Qual o motivo pelo qual Aurélia esnobou e humilhou Fernando na noite de núpcias e durante o casamento?

    2 – Fernando de imediato não aceita a proposta, mais depois muda de idéia. Porque Fernando resolve aceitar a proposta e casar-se com Aurélia?

    3 – Porque naquela época o dinheiro vinha em primeiro lugar, antes do amor próprio e da dignidade?

    ResponderExcluir
  3. 1) Por que Aurélia guardou mágoas e quis vingar-se de Fernando?
    2) O que Fernando sentia por Aurélia realmente era amor?
    3)Por que o assunto tratado por José de Alencar em primeiro lugar foi o dinheiro e depois o amor próprio e a dignidade?

    ResponderExcluir
  4. 1-Qual a denuncia que José de Alencar fez com esta obra?

    2-Qual era o interece do Sr. Lemos em ser tutor de Aurélia?

    3-Porque Fernando precisava tanto do dote que Aurélia ofereceu?

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. 1. Que "crime" de Fernando provocou a violenta indignação de Aurélia?

    ResponderExcluir
  7. 2. Que elementos românticos caracterizam a situação em que se encontra Aurélia?

    ResponderExcluir
  8. 3. Explique o significado desta fala de Aurélia: "Eis o que não tinha o direito de fazer, e o que jamais lhe podia perdoar!"

    ResponderExcluir
  9. Respostas para Endy, Fernanda e Raquel:

    1-Aurélia esnobou e humilhou Fernando, à fim de se sentir vingada, pois ele no passado a trocou por Adelaide, moça de maior dote.

    2-Porque Fernando estava em péssima situação financeira e precisava do dinheiro para dar a uma de suas irmâs, Nicota.

    3-Porque naquela época para a sociedade burguesa o que mais importava era a posição social e a situação financeira das famílias, deixando assim de lado sentimentos, como amor e até mesmo dignidade.

    ResponderExcluir
  10. 1)Quais são as finalidades da obra "Senhora"?
    2)Qual a importância de Nicota na narrativa?
    3)O romance está dividido em quatro partes. Em um deles há um flashback, qual das partes se encontra esse recuo de tempo? E sobre o que fala nesse flashback?
    Obs: aquelas fotos são fera...

    ResponderExcluir
  11. 1) Porque Aurélia comprava seus adoradores pelo preço que poderia obter no mercado matrimonial, era esse o interesse dela?
    2) “Aurélia era órfã e tinha a companhia de uma senhora viúva D. Firmina”. Comente sobre essa viúva?
    3) Para a narrativa qual a importância de Seixas ?

    ResponderExcluir
  12. 1- Porque Seixas abandona Aurélia?

    2-Como é visto no ponto de vista do livro o dote pago por Seixas a Aurélia?

    3- Qual a ambigüidade após o casório de Seixas e Aurélia?

    ResponderExcluir
  13. Respostas para André, Monique e Roberta:

    1) Porque Fernando a deixou por uma moça de maior dote, ou seja, trocou o amor dela pelo dinheiro.

    2) Na verdade ele sentia amor sim por ela, porém era muito ambicioso, então ele teve a oportunidade de conhecer uma moça mais rica e de imediato resolveu trocar o amor de Aurélia pelo dinheiro.

    3) Porque naquela época, se valorizava muito a situação financeira, ficando assim, muitas vezes o amor e outros assuntos,como a dignidade em segundo lugar.

    ResponderExcluir
  14. Respostas para O Grande Sargento:

    1) O autor denuncia o casamento por interesse e costumes morais e políticos da época.

    2) Sr. Lemos tinha a intenção de ser tutor de Aurélia, pois queria administrar com segundas intenções o dinheiro dela.

    3)Porque ele precisava do dinheiro para dar a Nicota.

    ResponderExcluir
  15. Resposta para Grupo AMM:

    1) O "crime" realizado por Fernando, nada mais era que a decisão de troca-la por uma moça mais rica.

    2) A situação em que Aurélia se encontrava era de uma pessoa que se sentia rejeitada, decepcionada, magoada, iludida e com sede de vingança, e esses elementos por si representam o sentimentalismo, uma das grandes caracteríticas do romantismo.

    3) Com isso Aurélia quiz expressar seus sentimentos de indignação e raiva, ela nunca imaginou essa traição de Fernando, pois para ela,ele não tinha o direito de trair seus sentimentos, o que era imperdoável para Aurélia.

    ResponderExcluir
  16. Respostas para Inocência:

    1) Existem duas finalidades: a primeira destina-se a criticar a sociedade do século XIX, através de uma de suas mais tradicionais instituições: o casamento; já a segunda, o escritor transmite a mensagem de um idealista romântico que acredita poder provar que a sociedade não é melhor para o homem, pois conduz os seres a uma falsa educação que modela hábitos doentios e desajusta os caracteres.

    2) Nicota se tornou importante na narrativa, pois Fernando só aceitou se casar com a moça dos cem contos de réis, ou seja, Aurélia, pois estava endividado e teria que pagar um dote ao moço que iria casar com Nicota, pois se não fosse isso ele não teria aceito o casamento.

    3) O flashback está na segunda parte, ou seja, "Quitação", esse flashback focaliza Aurélia dois anos antes da 1° cena, que a retrata. O espaço era no morro de Santa Teresa, onde a personagem viveu lá, até ficar orfã e lá também foi abandonada pelo homem que amava.

    ResponderExcluir
  17. Respostas para Mônica,Jéssica,Fernanda,Adrieli:

    1-Na verdade Aurélia não comprava seus adoradores, mas sim só Fernando por meio de se sentir vingada por ele ter feito ela sofrer.

    2-D. Firmina foi a única que apoiou e acolheu Aurélia, quando ela estava desamparada com a perda de sua família e se encontrava em péssimas condições financeiras.

    3-Na verdade ele é um dos principais personagens do romance, pois todo o desenrolar da narrativa envolve ele e Aurélia e ele demonstra o caráter daquela época.

    ResponderExcluir
  18. Respostas para Amantes da Literatura:

    1-Ele a deixou pois estava interessado em outra jovem mais rica.

    2-Foi como o preço que ele pagou para ter sua dignidade de volta.

    3-É que perante a sociedade burguesa eles eram um casal normal, porém quando estavam a sós Aurélia só esnobava Fernando.

    ResponderExcluir
  19. Tem um selo pra vcs lá no meu blog...trata-se de um meme que pode ser distribuído entre os blogs dos colegas. bjs :)

    ResponderExcluir
  20. 1) Porque Fernando mudou de idéia e aceitou a proposta de se casar com Aurélia?

    2) Na noite de núpcias Aurélia esnoba Fernando e o trata com crueldade e desprezo, porque isso acontece?

    3) Como era a personalidade de Fernando?

    ResponderExcluir
  21. Que sorte, a maioria das questões versou sobre o mesmo assunto!!!

    ResponderExcluir
  22. "Por que Leonardo, protagonista da obra, é dito "filho de uma pisadela e de um beliscão"?" Esta é a informação que mais se repete nos resumos!!!!! Fazer nova pergunta para o grupo de Memórias de um sargento...

    ResponderExcluir
  23. Respostas para nnl302:Naiara, Naiom e Lucian:

    1)Porque se casando com Aurélia ganharia um bom dote,assim podendo ajudar uma de suas irmãs.

    2)Porque Aurélia pensava que só assim se sentiria vingada por ele ter a feito sofrer no passado.

    3)Fernando era um moço de boa índole e de bom caráter mas porem possuía seu lado ambicioso e ganancioso.

    ResponderExcluir
  24. Relembrando: A Webgincana completará a avaliação do primeiro trimestre e seu “peso” é 10. Os alunos que não alcançarem a nota mínima exigida (6,0) poderão responder mais cinco questões sobre o mesmo assunto como forma de recuperação da aprendizagem. O projeto da atividade já está aprovado pela Supervisão da escola e arquivado naquele setor, de modo que aja um embasamento teórico-metodológico para a realização das ações previstas.

    Os grupos formados em cada turma devem ser comunicados à professora nas aulas dos dias 13 e 14 de abril (respectivamente pelas turmas 301 e 302). Podem ser os mesmos grupos do projeto “Bom de prosa” ou da atividade sobre poesia ou ainda outros grupos formados conforme as identificações pessoais. Seria interessante que fossem os grupos do projeto “Bom de prosa” porque, neste caso, vocês postariam as respostas pelos blogs já construídos, mas nada invalida a formação de outros grupos.
    A primeira questão já foi publicada e a resposta deve ser postada, neste blog, até o dia 15. Em seguida, estará disponível a questão seguinte, cuja resposta deverá ser apresentada até o dia 18 de abril, sábado! E, assim, sucessivamente...

    Atenção: algumas questões poderão exigir tarefas a serem cumpridas em aula, portanto, preste atenção a cada enunciado e o que, de fato, está “sendo pedido” pela professora.

    Uma dica importante: depois do Romantismo, do Realismo, do Naturalismo, do Parnasianismo e do Simbolismo, no início do século XX, inicia-se uma nova fase na literatura brasileira e esta fase será objeto de nossos estudos, logo...as perguntas versarão sobre o referido período.

    Não esqueça: a resposta para cada pergunta publicada terá uma data marcada para ser postada, respostas postadas posteriormente serão invalidadas.

    ResponderExcluir
  25. 1- Qual era a intenção de fernando em casar-se com Aurélia?

    ResponderExcluir
  26. Resposta para O Grande Sargento:

    1)Sua intenção era de receber o dote oferecido por Aurélia.

    ResponderExcluir
  27. Gostei muito do Blogger de vcs, é muito interresante que vcs querem discutir sobre o livro quem tem uma história bonita.
    Parabéns a vcs!

    ResponderExcluir
  28. Muito obrigada, Khristdman!!!
    Ficamos muito felizes por vc ter gostado do nosso blog.

    ResponderExcluir
  29. 1)Com que idade as Garotos se casavam?

    ResponderExcluir
  30. Meninas, preciso saber sobre, o conflito, o clímax, o desfecho e a complicação da historia, Por favor caats (:
    beejo

    ResponderExcluir
  31. Gostei muito do Blogger de vcs, é muito interresante que vcs querem discutir sobre o livro quem tem uma história bonita.
    Parabéns a vcs!

    ResponderExcluir
  32. na verdade quem foi Fernando? e onde ele nasceu?

    ResponderExcluir
  33. Qual a importancia da Parte 3:posse capitulo 8
    para o livro ?

    ResponderExcluir